lançamento da Campanha Democracia no Mundo e em Nossas Vidas – pelo fim da violência contra as mulheres

Lançamento

O ato que marca o lançamento oficial da campanha será na Praça do Diário, às 16h da próxima sexta-feira dia 12 de junho. Além do envolvimento da equipe do SOS CORPO na distribuição do material, participam do ato o Grupo de Teatro Loucas de Pedra Lilás e a Escola Pernambucana de Circo, que irão contribuir na sensibilização das pessoas para a gravidade do assunto.

Foram convidadas autoridades públicas e também autoridades dos movimentos sociais, na perspectiva de somarmos esforços na luta pelo fim da violência contra as mulheres em Pernambuco e em todo lugar.

Foco

A campanha Democracia no Mundo e em Nossas Vidas tem como foco as diversas formas de violência contra a mulher, desde as questões mais sutis, das violências que são naturalizadas, como a humilhação e os maus-tratos, até a violência física e sexual, às quais as mulheres estão sujeitas desde a infância, em Pernambuco.

É também objetivo da campanha cobrar maior envolvimento e responsabilidade do Estado com a prevenção e o combate à violência e suas causas. A ação do Estado, por meio de políticas públicas que garantam assistência e segurança às mulheres em situação de violência, é imprescindível. É necessário implementar políticas que promovam o fim da impunidade e criem condições para uma vida autônoma para as mulheres, viabilizando renda, moradia, saúde e proteção social.

O SOS CORPO também considera a importância do papel da imprensa na denúncia de todas as formas de violência contra as mulheres.

Apoios

Para realização da Campanha, o SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia contou com o apoio da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres do Governo Federal, da Anistia Internacional, do EED e da Oxfam – Novib.

Material

A Campanha será divulgada por diversas peças de comunicação. O projeto conta com folderes explicativos, camisetas, adesivos, banneres digitais, vinhetas que serão veiculadas em televisões/telões que se encontram em diferentes espaços públicos (casas lotéricas e edifícios empresariais, por exemplo), outdoor, spots de rádios e cartazes informativos.

Em breve, disponibilizaremos o material para divulgação da campanha neste site, de forma que possa ser acessado por qualquer pessoa ou entidade que deseja contribuir com a ação feminista pelo fim da violência contra as mulheres. Pode-se também solicitar pelo endereço eletrônico: sos@soscorpo.org.br.

Coletiva de imprensa

Para melhor esclarecer os veículos de comunicação, que são parceiros imprescindíveis na divulgação dessa causa, o SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia vai organizar na sua sede, às 9h da sexta-feira, dia 12, uma coletiva de imprensa.

Na ocasião, além da Campanha, serão apresentados dados sobre a violência contra a mulher e também sobre a carência de equipamentos sociais de apoio às vítimas. A coordenação e a assessoria da campanha estarão presentes para entrevistas e maiores esclarecimentos.

Serviços

Lançamento da Campanha Democracia no Mundo e em Nossas Vidas – pelo fim da violência contra as mulheres

Dia: 12 de junho de 2009
Horário: 16h
Local: Praça do Diário
Participação: Loucas de Pedra Lilás e Escola Pernambucana de Circo

Assessoria de Comunicação – Mariana Martins – Contatos: 81 99133293 marimartins.pe@uol.com.br

Mais informações: SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia – Rua Real da Torra, 593 Madalena

Fone: 3087 2086

Site: http://www.soscorpo.org.br/

Anúncios

Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração de Crianças e Adolescentes

Ontem, dia 18 de maio, foi o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração de Crianças e Adolescentes. Este dia foi instituído por lei federal em 2000 mas virou um marco há mais de 30 anos, em homenagem ao célebre caso de Araceli Crespo. A menina, na época com 9 anos de idade, foi espancada, estuprada e morta por um grupo de rapazes, no ano de 1973, no Espírito Santo. Até hoje ninguém foi preso pelo crime.

Coletar dados a respeito do abuso e da exploração sexual infantil não é tarefa fácil. Poucas denúncias são feitas, e as famílias ainda acreditam que é melhor esconder o abuso das autoridades. O Disque-denúncia de violência, abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes da Secretaria Especial dos Direitos Humanos recebeu, de maio de 2003 a abril deste ano, cerca de 10 mil denúncias. Dessas, 3 mil e 200 eram de abuso sexual, e mil e 700 de exploração sexual.  (fonte do site da Rádio Câmara).

A campanha deste ano focou os abusos praticados contra menores nas rodovias brasileiras e teve Recife a cidade escolhida para abrir a campanha nacional cuja meta é reforçar o Disque 100, número que deve ser usado pela população para denunciar casos de violência sexual contra crianças e adolescentes.

A atualização do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), sancionada durante o III Congresso Mundial de Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, no Rio de Janeiro, em 2008, prevê a criminalização da aquisição e o armazenamento de pornografia infantil além de reclusão para quem facilitar ou induzir o acesso de crianças a material pornográfico ou as levarem a se exibir de forma sexualmente explícita. Outras práticas a serem punidas  são: 1. produção, reprodução, direção, fotografia, filmagem e registro de cena de sexo explícito; 2. agenciamento, facilitação, recrutamento ou coação para que crianças e adolescentes passem por esta situação.

O Centro das Mulheres do Cabo fez um spot sobre o assunto. Confiram!

Aqui você pode baixar um guia escolar que ajuda a identificar os sinais de abuso e exploração e aqui, ler oEstatuto da Criança e do Adolescente (ECA) na íntegra.

Visitem:

Brasil Contra a Pedofilia

Diga não à erotização infantil

Como proteger as crianças da pedofilia

o que você pensa sobre o rapelay?

de um tempo para cá a procura sobre o rapelay, aquele game erótico da Illusion, aumentou significativamente aqui no pinguinha: foram mais de 200 acessos nos últimos 4 dias. o que tem me preocupado são algumas palavras relacionadas às pesquisas como “instalando rapelay”, “jogos eróticos on line” e “download rapelay”.

por isso montei uma enquete para saber o que vocês pensam sobre o jogo. a votação está aberta a todos!

enquanto isso no #slackware-br…

personagens: eu, hugleo, mschon, drama, makerc

local: irc.freenode.net

sala: #slackware-br

e a estória foi assim…

<[celia]> drama, ?
<drama> [celia]:
<drama> webcam po
<drama> kkkkk
<[celia]> ah sim
<[celia]> drama, ter eu tenho mas soh funfa no ubuntu
<drama> ue
<drama> tu ta em qual distro agora?
<[celia]> drama, slack :)
<drama> rox
<drama> :D
<makerc> [celia] vc tem cam ?
<makerc> prova que vc eh mulher de verdade
<makerc> entrando no IRC referente a linux ainda
<makerc> só quero ve :D
<[celia]> ue
<[celia]> mulher tambem usa linux, makerc
<[celia]> :)
<drama> kkkkkkkk
<drama> poisé
<[celia]> e slack
<drama> ;D
<drama> até tem mulher que usa
<drama> mais sei lá
<[celia]> (e isso nao eh coisa de outro mundo, eh?)
<drama> é meio suspeito
<[celia]> suspeito pq, drama?
<hugleo> :)
<makerc> hduashdas
<drama> pq sim
<makerc> entao liga sua cam ae [celia]
<makerc> me add no msn e prova
<drama> eu ja penso que vc é traveco, na boa.
<makerc> dps se pode me remover
<makerc> so quero ver
<hugleo> eh mulher
<hugleo> eu a tenho no msn e ja vi a foto
<drama> eioiuhuh
<drama> pode crer
<makerc> foto eh facil
<makerc> quero ve na cam
<hugleo> makerc: ninuem tem que provar nada pra voce
<hugleo> :)
<makerc> entao continua sendo iludido hugleo
* seucolega (i=0@189-93-26-51.3g.claro.net.br) entrou em #slackware-br
<makerc> vai que é sua meu querido!!
<[celia]> na boa
<[celia]> eu tenho medo de pessoas que pensam que nem vc, drama
<hugleo> pois eh
<hugleo> mas sempre ha quem a proteja ;-)
<[celia]> eh triste se deparar com esse tipo de comentario
* Desligou ().
* A conversar em #slackware-br
* Tópico para #slackware-br é: PORNOGRAFIA|CANTORIAS|FLOOD|TELEVENDAS|BAIXARIAS|TROLL = BAN | LANCADO O SLACKWARE 12.2!!!
* Tópico para #slackware-br colocado por PiterPunk a Wed Dec 10 22:31:45 2008
<[celia]> opas
<[celia]> cai
<makerc> hsuahsa
<[celia]> makerc, estou dividindo a rede com seucolega
<[celia]> na 3g
<makerc> sem coments
<makerc> LeticiaSP atacando novamente
<makerc> kkkk
<[celia]> e ele ficou embasbacado com teu comentario, por isso entrou aqui
<[celia]> bom, nao preciso provar nada pra vc
<[celia]> eh uma pena que vc pense que mulher eh um “bicho que nao entende nem se interessa por tecnologia”
<[celia]> espero que evolua na proxima encarnacao :)

linques interessantes para seres evoluídos: aqui e aqui.

ah! uma coisa que esqueci de dizer. tudo não passou de uma brincadeirinha, claro! adoro essas pessoas espirituosas!

rapelay: estupro e aborto

rapelay1

em Yokohama, Japão, uma empresa chamada Illusion desenvolve games eróticos, os chamados eroges. um deles, o “Rapelay“, tem gerado muita polêmica porque simula uma situação de estupro seguido de aborto. a mãe e suas duas filhas virgens – uma de 10 e outra de 16 anos – são molestadas e abusadas sexualmente dentro de um metrô. depois do ataque, o jogador/estuprador deve fazer com que suas vítimas abortem, caso contrário, será arremessado do vagão. quando jogado em rede, permite que vários gamers violentem a mesma personagem fazendo uma apologia à violência e coisificação das mulheres em vários níveis e reforçando a idéia de submissão por meio de representações humilhantes.

o que você pensa sobre o jogo rapelay?

debate sobre descriminalização das mulheres e legalização do aborto – CFCH

a frente estadual contra a criminalização das mulheres e pela a legalização do aborto convida a professores, estudantes, movimentos sociais e o público em geral para participar do debate sobre “Descriminalização das mulheres e Legalização do aborto”, no dia 20 de março, a partir das 14h, no Centro de Filosofia e Ciências Humanas da UFPE.

convite_debate

(clique na imagem para ampliar)

só entra quem é alma!

ontem, 12 de março, foi aniversário de recife e olinda. a comemoração não podia ser diferente: pessoas circulando por todas as partes, blocos na rua, brilho e alegria em todo lugar.
apesar do clima de festa, alguns não perderam a oportunidade de criticar a posição de dom josé cardoso sobrinho, arcebispo de recife e olinda, que excomungou a família e os médicos interessados em salvar a vida da menina de 9 anos, vítima do estupro do padrasto. o “bloco das almas sebosas” fez uma homenagem ao arcebispo.

seguem as imagens:

domjosealmasebosa

domjosealmasebosa1

update: vou tentar fazer uma clipagem com alguns artigos que tenho recebido por email. quem tiver linques interessantes, manda ver!

dia 14.03:

dia 13.03:

dia 12.03:

dia 11.03:

dia 10.03:

dia 09.03:

dia 08.03:

dia 07.03:

dia 06.03:

dia 05.03: